terça-feira, 21 de outubro de 2014


-- Entre fazer e ser poesia a diferença só está no verbo. 


Jéssica Alves

segunda-feira, 20 de outubro de 2014


-- De vez em quando a gente some de tudo. 
E é nesse de vez em quando que a gente se encontra.



Jéssica Alves


quinta-feira, 2 de outubro de 2014


-- E se não permitir bons sonhos pelo menos que a chuva seja longa. 


Jéssica Alves

segunda-feira, 22 de setembro de 2014



Acredito que nada se perde apenas é difícil acreditar que aquilo em questão não pode ser nosso. Por incrível que possa parecer tudo o que nos faz bem sempre está diante de nossos olhos o problema é que somos burros o bastante pra querer enxergar só o que nos dá aquela  sensação de bem-estar. Lembrando que as sensações são passageiras sem deixar de ser verdadeiras!

Podemos ser quem somos. Independente de quem está ao nosso lado ou quem queremos que esteja lá. Somos escravos do comportamento sincero ou pelo menos é o que achamos que fazemos na maioria das vezes. Cuide pra que isso não se torne um mecanismo ou uma espécie de dispositivo acionado assim que estiver em contato com a sociedade.


Até por que franqueza é um sinônimo de sinceridade e livre é um dos sinônimos de franqueza e livre vem de liberdade coisa que não é preciso estar preso em uma delegacia para perdê-la pode ter certeza que existe prisão pior que ela: a nossa própria mente. 


Jéssica Alves

terça-feira, 16 de setembro de 2014

segunda-feira, 15 de setembro de 2014


-- O melhor do nosso silêncio é quando o vento conversa com a gente.   


Jéssica Alves

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Medo


Enquanto pensava em sumir eu estava de olhos fechados pra toda a felicidade que encontraria mais adiante. E antes que tal burrice eu fizesse foi em um sábado que deus sorriu pra mim e me adiantou o natal me dando um jardim em que posso andar descalça, com os braços abertos, sentindo o vento e sendo feliz sem medo de que me puxem pelo pé! 


Jéssica Alves